Como Ganhar Seguidores e Likes Grátis – Plataforma Likestool

likestool : Troca de Likes e Partilhas nas Páginas Sociais

inegavelmente a Likestool é um sistema de trocas muito bem conseguido. Tanto do ponto de vista técnico como da organização e usabilidade da plataforma é uma ferramenta muito útil para quem quer saber como ganhar seguidores e likes grátis.Para além do mais inclui todas principais redes sociais.

da mesma forma, quase todas as variantes de partilhas como os likes, visualizações, seguidores, etc.. complementam a plataforma. Ainda mais, ao contrário da maioria dos sistemas, não é necessário ceder dados ou dar autorização qualquer aplicação para entrar nas nossas contas.

assim como podemos visualizar no vídeo abaixo, o processo é intuitívo e de fácil utilização. Com efeito, basta escolher o tipo de campanha que pretendemos: “1 gosto numa pagina do facebook ou do twitter”, “uma partilha do post do blog”..

likestool grátis ou pago : Como Ganhar Seguidores e Likes Grátis no facebook, twitter, instagram, YouTube, Pinterest..

conforme referi, as principais redes sociais estão disponíveis: facebook, twitter, instagram, YouTube, Pinterest e outras. Abrir uma conta nesta plataforma pode permitir um crescimento exponencial em termos de marketing digital e publicidade on-line de um negócio ou projecto.

para além do sistema grátis de partilha de likes ou visualizações, também é possível comprar “moedas”, ou seja pontos ou “moedas” que permitem adquirir os mesmos gostos, seguidores, etc.. Um método para quem não quer perder tempo a visualizar vídeos, ou colocar gostos em posts de outros blogues para ganhar pontos grátis. Com efeito, por uma quantia de cerca de 5 dolars, podem adquirir-se à volta de 2.000 “moedas”.

por outro lado comprar um like p. ex. pode custar cerca de 10 “moedas”, sendo que neste caso preço é definido pelo utilizador. Quanto mais caro comprar, máis rapidamente, alguém do outro lado da linha responde ao nosso pedido .

diferenças entre sistema pagos e grátuitos : Como Ganhar Seguidores e Likes Grátis no facebook, twitter, instagram, YouTube, Pinterest..

ainda que o likestool seja um sistema com todos estes aspectos positivos, como todos os sistemas grátis, tem os seus constrangimentos. Um dos problemas mais comuns neste tipo de plataformas é o facto de não se poder definir o tipo de interesses das pessoas que vão interagir conosco.

em contrapartida nos sistemas pagos, mais completos neste aspecto, muitas vezes permitem a busca com o refinamento das características dos seguidores. Deste modo potênciam a continuidade das partilhas mais genuínas. de facto são pessoas com os mesmos interesses, hobbies ou estilos de vida que os nossos.

no entanto nem sempre é necessário haver uma identificação de estilos entre os usuários.Muitas empresas, blogues ou projectos podem ter objectivos diversos. Nesse sentido podem ter diferentes motivações para optarem por um sistema pago ou grátis.

da mesma forma este assunto, no entanto, é um daqueles temas que dá “pano para mangas”. É uma daquelas questões que podemos explorar e que nos permite as mais diversas interpretações. Desde o início da internet que existem grupos e trocas das mais variadas. As trocas e partilhas são um aspecto central na internet.

será que os grupos de discussão no início da internet, eram eventualmente mais genuínos que os de hoje em dia; pelo facto de a world wide web se ter multiplicado em grande escala; com isso veio todo um mundo diversidade e diferenças.

deixo no ar a pergunta: Será que esse mesmos primeiros grupos não traziam já diferentes grupos de pessoas com opções ideológicas diferentes. Nesse sentido ,mesmo culturalmente talvez fossem pessoas que só pertenciam ao mesmo grupo da net. Ao contrário, na vida real poderiam pertencer a grupos muito diferentes. Será que estas diferenças ideológicas, culturais etc.. não fazem parte do sistema tal como ele existe desde o início?

diferenças de opinião : Como Ganhar Seguidores e Likes Grátis

deixo aqui algumas diferentes formas de abordar o problema. Conquanto podemos ver, basta fazer uma pesquisa no google sobre o assunto para podermos verificar diferentes opiniões.

ao mesmo tempo que uns promovem este tipo de mecanismos como uma virtude na internet, que podemos usar sem problemas; outros consideram este mecanismos como fakes. Se por um lado as redes sociais promovem a venda de partilhas. Se estas próprias empresas dão o exemplo. Já que isso acontece porque é que o utilizador comum não pode integrar o sistema e colaborar com ele?

neste artigo coloca-se a questão em termos do like ser fake ou não. Os exemplos que dão mostram-nos estratégias degradantes. Utilização de bots; criação de páginas fake; ou mesmo o exemplo de pessoas pagas (em regime de escravatura) para fazerem likes em páginas que pagaram pelo serviço.

há uma diferença entre fazer “gosto” numa página, ou tomar partido dessa página. Coloca-se aqui uma questão do gosto ser ou não genuíno. Neste artigo, o autor coloca a questão em termos de engajamento. As empresas hoje em dia não querem apenas likes. De facto querem mesmo partidários da marca.

um artigo que fala sob um ponto de vista psicológico. Somos considerados narcisistas se temos demasiados likes. Em contrapartida  há pesquisadores que defendem os likes. As redes sociais são sistemas de manutenção e reforço de laços sociais, que os não utilizadores perdem.

ainda um artigo que defende que o botão like deveria acabar. A superficialidade do like está a substituir conversas reais. Quando fazemos um like automático não exploramos todo o alcance do que que estamos a realizar.

Podemos estar a fazer um like em alguma coisa que na realidade nem sequer gostamos. Potênciamos as fake news. Tornamos a sociedade insensível e superficial .

 

 

 


Como Fazer Capas de Vídeo para YouTube com a Plataforma Canva

intro : criar capas de vídeo para YouTube

Neste post falamos de uma forma sobre como fazer capas de vídeo para YouTube. Utilizamos para este efeito, a plataforma on-line canva.com . De fato é um programa ou aplicação on-line muito completa. Com efeito oferece-nos uma grande quantidade de templates pré-feitos, para todo o tipo de redes sociais, com p. ex: a capa de vídeo do YouTube de que este post fala; capa para o canal do YouTube; capa para facebook; elementos para o pinterest e muitos outros elementos e gráficos para outras tantas redes sociais. Do mesmo modo tem também uma série de templates para estacionário de empresa como por exemplo: papel timbrado, cartões de visita, etc..

registo na plataforma : como fazer capas de vídeo para YouTube

depois de fazermos o registo na plataforma , podemos aceder a duas zonas que são relevantes para o nosso objectivo de criar um design específco. Por um lado temos a zona de templates. Nesta zona podemos escolher qual o tipo de elemento que queremos desenvolver e editar. Por outro lado, podemos entrar na zona de edição propriamente dita. Aqui poderemos editar o template que escolhemos, ou então criar um design completamente novo.

neste link https://www.canva.com/pt_br/criar/miniatura-youtube/ entramos na zona de edição de um layout de miniatura que estamos neste momento a preparar. No entanto no vídeo seguem-se os passos necessários para criar a miniatura desde o zero.

conclusão : como fazer capas de vídeo para YouTube passo a passo

com a visualização do vídeo acima neste post, seguem todas as indicações e passos necessários para se poder criar um design novo de capas de vídeo para YouTube. No entanto a produção desta capa, pode servir como um exemplo. Todo o tipo de gráficos podem ser criados ou editados de uma forma idêntica. Através dos menus que nos são facultados pela plataforma, podemos inserir imagens, ícones, escrever texto, escolher tipos de letras e muitas outras acções.

resta dizer que muitos destes elementos gráficos que podemos utilizar são grátis. No entanto se quisermos podemos também utilizar fotos e diversos tipos de gráficos pagos. Ainda mais , de forma igualmente gratuita podemos proceder ao upload ou carregamento dos nossos próprios ficheiros.

OUTRAS ZONAS COM LAYOUTS PRÉ-PRODUZIDOS DA PLATAFORMA:

</ul

Posts relacionados:

 

 

 


Mapa Mental – Como Fazer Um Para Blog ou Projecto

intro : Mapa Mental – Como Fazer um

uma ferramenta fundamental para fazer a organização de um blog, uma aula, ou qualquer planeamento, é a utilização do mapa mental do blog. Com efeito um plano deste género permite-nos gerir de uma forma muito mais organizada, os vários itens que compõem o plano. Desta forma, podemos organizar no tempo a exposição de cada item em particular. Inegavelmente se soubermos uma forma de como fazer mapa mental do blog tudo fica mais claro, coerente ou organizado; a matéria de uma aula fica mais perceptível para a turma; num só relance, conseguimos compreender o conteúdo de um blog; e mesmo o autor tem muito mais controlo sobre o fluir da explicação.

existem muitos softwares que nos permitem realizar mapas mentais de forma prática, no computador. Talvez um dos mais conhecidos seja o “MindMeister”, mas posso deixar um pequena lista destes programas para poderem utilizar. P. ex. “Coogle It”, “MindNode”, “StormBoard”, há uma longa lista para os vários sistemas operativos, e que em grande parte, podem ser usados também de forma gratuita. No caso do vídeo em baixo que acompanha este post, utilizei o Draw Drawing do LibreOffice. No entanto os mapas mentais podem ser feitos apenas com papel e caneta, no Excell, Word, ou em qualquer editor de texto. Independentemente do programa que estamos a utilizar, é um excelente método para organizar uma actividade. Mais ainda, os mapas mentais ajudam-nos muito a ter mais ideias sobre o assunto ou actividade que estamos projectar.

ter ideias e inspiração : Como Fazer Mapa Mental do Blog

com efeito o mapa mental funciona como uma árvore. Temos o tronco comum, que é a ideia base ou o tema ou título do assunto. O tema divide-se em alguns ramos principais que são os pontos principais. Por sua vez estes últimos subdividem-se ainda mais uma e outra vez.
Ao registarmos os primeiros tópicos que já temos em mente, a base ou troncos da árvore, vão-se subdividindo cada vez mais. Desta forma ao chegarmos a um 3º ou 4º nível de ramos da árvore, temos uma grande quantidade de pontos ou ideias, ou assuntos para tratar: numa aula, num itinerário de uma viagem, ou num blog..